Publicado em Deixe um comentário

A troca de cor não muda a prevenção

Mês de prevenção do câncer de próstata

Após o mês das mulheres, é a vez dos homens entrarem em ação. Da mesma forma que a saúde delas merece toda atenção e cuidados, a deles não seria de outro maneira. Então, a troca de cor não muda a prevenção!

No entanto, no caso dos homens existe um certo probleminha quando o assunto é, principalmente, o exame da próstata: O preconceito. A resistência para o tratamento segue firme pelo lado masculino, seja por falta de informação, medo ou preconceito. O fato é que boa parte dos homens não fazem um algum tipo de acompanhamento se quer.

No mês 11, ou o Novembro Azul, existe justamente como uma campanha direcionada para a conscientização masculina para a realização do exame da próstata. Assim como o câncer da mama, se descoberto com antecedência, as chances de cura são altas, chegando a 90%.

Os efeitos e a gravidade da doença são altos, fazendo com que a ação fosse incluída no calendário nacional, para que ganhasse maior ênfase e aumentasse ainda mais a prevenção.

Estava sabendo?

Segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), o câncer de próstata é o segundo tipo mais frequente nos homens. Como prevenção, é necessário uma visita às unidades básicas de saúde uma vez por ano, quando atingem a marca de 40 anos para realizar o exame.

Mês de prevenção do câncer de próstata
A troca de cor não muda a prevenção

Ainda segundo o INCA, a estimativa de casos para 2020 é de 65.840. Em contrapartida, a promoção e a prevenção à saúde são as formas de amenizar os riscos. Um dieta rica em frutas, verduras, legumes, grãos e cereais integrais ajudam a diminuir o risco do câncer.

Por outro lado, outros hábitos saudáveis também são recomendados, como realizar, no mínimo, 30 minutos diários de atividade física, manter o peso adequado à altura, diminuir o consumo de álcool e não fumar.

Entre os principais objetivos da campanha, a conscientização do homem para se cuidar é uma das principais. Apesar da agressividade da doença, a divulgação não é tanta como no Outubro Rosa, mês referente ao câncer de mama.

Por fim, é importante ressaltar que qualquer alteração no corpo que faça referência a doença, independente se tem ou não histórico familiar, o homem deve buscar o serviço de saúde.

Os principais sintomas são: Vontade repentina e urgente de urinar, dificuldade para urinar, diminuição no jato urinário, dores corporais e ósseas, insuficiência renal.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *