Coronavírus e a limpeza profissional nos hospitais
Higienização e Limpeza

Coronavírus: limpeza profissional nos hospitais

Nas últimas semanas, presenciamos um novo tipo de vírus vindo da China que preocupa autoridades no mundo inteiro. O Coronavírus (nCoV-2019), vem tirando o sono das autoridades mundiais e alertando mercados que já apresentam um cenário de incertezas por conta da possível epidemia, fazendo com que as empresas de limpeza profissional nos hospitais também ligassem o alerta.

No fim de janeiro, a Organização Mundial de Saúde (OMS) decretou emergência global e, como resultado, apresentou uma série de recomendações para evitar que a situação se agrave. Essa é a sexta vez que o órgão ligado as Nações Unidas decretou estado de emergência global por conta do surgimento de uma nova doença altamente infecciosa.

Inúmeros infectados e sem casos no Brasil

Até o momento, o Coronavírus já matou mais de 420 pessoas e infectou outras 20mil em mais de 25 países.

Mesmo sem casos confirmados no Brasil, as instituições de saúde já estão se preparando. Equipes assistenciais e parceiros são considerados peças fundamentais para evitar que o vírus se espalhe. É nessa hora que, contar com equipes de limpeza profissionais, com protocolos adaptados e equipadas com equipamentos de proteção individual e produtos adequados fazem a diferença na segurança de todos dentro, e fora das unidades de saúde.

Manter um processo de limpeza e higienização adequado é a principal barreira para evitar a proliferação do vírus. Uma vez que, um dos principais vetores de contaminação do Coronavírus, são as superfícies infectadas mal higienizadas.

Como resultado das orientações vindas do Ministério da Saúde e da OMS, a APOIO adaptou seus protocolos operacionais como medida preventiva para proteger colaboradores e clientes. “Mesmo sem casos confirmados no Brasil, já nos adiantamos e começamos a treinar e equipar nossas equipes de limpeza e higienização. Nós estamos monitorando a situação e trabalhando para garantir a segurança de todos os envolvidos nos processos da APOIO, bem como nossos clientes”, acrescenta a coordenadora de saúde e qualidade da APOIO, Débora Gomes. 

Além disso, a especialista também destaca que, além dos novos protocolos, medidas preventivas para evitar o contágio estão sendo tomadas. “A nossa conscientização é muito importante para evitarmos o contágio e garantirmos um ambiente saudável para todos”, completa.

Confira algumas dicas que podem auxiliar na prevenção:

  • Lave bem as mãos com água e sabão. Também pode ser utilizado álcool gel;
  • Evite contato com os olhos, nariz e boca sem ter higienizado corretamente suas mãos;
  • Limpe de maneira adequada e com frequência locais as superfícies de trabalho, como mesas, os aparelhos telefônicos, teclados, mouses etc;
  • No ambiente de trabalho, realize a limpeza de pontos de contato nos ambientes, principalmente maçanetas, interruptores, botões e outras superfícies;
  • Ao tossir ou espirrar, cubra a boca e o nariz;
  • Mantenha os ambientes abertos e ventilados;
  • Não compartilhe objetos de uso pessoal, como talheres, escovas de dentes etc;
  • Evite contato próximo com pessoas que apresentam infecções respiratórias;
  • Caso apresente febre, tosse ou dificuldade de respirar, procure um médico e compartilhe com ele o seu histórico de viagens.