Liderança

Como prevenir o baixo rendimento?

O deadline, ou prazo, para os colaboradores é algo rotineiro em empresas. Como resultado, entregas atrasadas e trabalhos mal preparados individualmente atrapalham também a equipe como um todo e prevenir o baixo rendimento nesse momento é fundamental.

Ao falarmos de uma equipe eficiente, que trabalha bem em grupo e entrega com qualidade, quando há resultados abaixo do comum surge naquele momento a certeza de um baixo rendimento. Em primeiro lugar, o líder deve buscar entender nesse momento o colaborador e analisar todos os fatores que estão causando o baixo rendimento.

Diversos fatores podem interferir na maneira que o colaborador está entregando o seu serviço. Problemas pessoais, o ambiente de trabalho, um chefe que não haja da maneira correta fazendo o melhor pela sua equipe. Além disso, pode ocorrer do funcionário simplesmente não se adaptar a empresa e maneira como prevenir o baixo rendimento dele é fundamental.

O desperdício de tempo

Existem muitas razões para acreditar que o colaborador precisa “respirar” durante a sua jornada diária de trabalho. No entanto, muitas das vezes, a concentração escapa e isso pode se tornar um grande inimigo na questão produtividade.

A consultoria Triad realizou uma pesquisa que ouviu 1.606 pessoas e 32,8% delas confessaram não fazer nada de efetivo durante duas horas do dia. Em outras palavras, perdem a concentração e acabam fugindo das suas tarefas mexendo no celular, redes sociais, visitando outras páginas, entre outras ações.

A pergunta que fica é: como prevenir o baixo rendimento? Em outras palavras, se está rendendo pouco, pode ser profissional, mas também pode ser pessoal e também é possível oferecer ajuda, nem que seja algo motivador. Dessa forma, confira algumas dicas de prevenção ao baixo rendimento do colaborador.

1 – Observe o rendimento

Quando o colaborador demonstra certos sinais de baixo rendimento, a melhor maneira de melhorar a relação é observar imediatamente e chamar para uma conversa.

Acima de tudo, você está mantendo a relação saudável, demonstrando preocupação e, obviamente, fazendo com que haja um certo desabafo, expondo os problemas e visualizando melhorias.

2 – Acompanhe de perto

Chefes não devem apenas mandar. Em outras palavras, chefes ou líderes precisam estimular, mostrar que estão aptos a ajudar e muitas das vezes fazer junto com o colaborador.

Mostrar interesse pelo que o funcionário faz, pode causar uma motivação enorme a sua equipe. Por exemplo, estar atento aos processos e até mesmo buscar aprender com o colaborador, é fundamental para os superiores evitarem a desmotivação de sua equipe.

3 – Dê valor as melhorias

Geralmente todo planejamento de uma equipe possui inúmeras metas a serem batidas. Portanto, além da necessidade de estar por perto, há também a necessidade de valorizar a melhora do funcionário.

Não é suficiente pedir em uma reunião por uma melhora de rendimento da equipe. Acima de tudo, quando o funcionário produzir mais ou voltar a produzir após uma desmotivação, não deixe de recompensá-lo. Em conclusão, mostre que se importa, valorize o esforço e aproveite o momento para incentivá-lo ainda mais.

4 – Feedback

O excesso de demandas ou a rapidez de entrega pode fazer muitas das vezes o colaborador produzir e não saber como anda o seu trabalho. Dessa forma, o feedback entra como uma solução importante não apenas para a melhoria do desempenho, mas também como uma motivação para o funcionário.

Dentro dessas devoluções, debata melhorias, indique onde estão os pontos fortes, ajude-os a crescer em cima dos pontos negativos. Em outras palavras, extraia o melhor de cada um para que cada membro da equipe esteja motivado a melhorar e crescer cada vez mais no rendimento.